quinta-feira, março 02, 2006

88mm x 75mm

O KwK42 75mm/L70 e KwK36 88mm/L56 foram dois canhões largamente usados pelos alemães nos tanques, respectivamente, PzV Phanter e PzVI Tiger I.

O KwK 42, inicialmente cogitado para equipar o próprio Tiger, foi designado para o Phanter e entrou em operação no início de janeiro. O 88mm/L56 (Tiger I), se tornou disponível em fins de 1942, sendo que alguns exemplares combateram na África.

O KwK42 tinha uma durabilidade apróximada de 2000 disparos, contra 6000 do KwK36. Em contrapartida, o canhão de 75mm era mais barato e fácil de ser produzido:

KwK 42 x KwK 36
Custo em RM: 12,000 x 18,000
Horas: 1500 x 2500
Aço: 3885 x 5550 kg

As taxas de penetração AP(armour piercing) do KwK 42 é ligeiramente maior, sendo capaz, inclusive, de atingir alvos a 2000 metros com mais facilidade que o 88mm. Em compensação, o projétil mais pesado do KwK 36 era mais eficiente contra a blindagem mais inclinada à longas distâncias.

Já no quesito HE o 88mm tem vantagem devido ao maior calibre. Um projétil de 75mm continha 640 gramas de explosivo, contra 860 de um 88mm.

O tamanho do KwK 42 era menor, exigindo uma torre menor e mais leve, o que implica mais agilidade e melhor precisão na hora de operar o canhão.

A função básica do KwK 36 não era a capacidade AP, enquanto o KwK 42 tinha seu desenvolvimento voltado exatamente para isso, indo equipar um tanque feito, de fato, para abater outros tanques.


Opinião deste que vos fala: nem sempre o maior calibre é a arma mais potente.